29/04/10

Os irmãos Direita


Sócrates tirou um Coelho da cartola.
E chamou-lhe Passos.

Aí está a aliança de resposta à hecatombe:
- PS e PSD selam um acordo de corte nos subsídios de desemprego e redução das prestações sociais, sem que uma palavra seja pronunciada no sentido de pedir sacrifícios aos intocáveis que nunca os fizeram.


Já se ouvem as palmas do FMI!

A magia da alienação do futebol


Nunca saberemos a dimensão da projecção que Mourinho dá a Portugal.
Se um dia souber canalizar melhor a sua impertinência, tem a minha admiração.
Ser arrogante com os arrogantes ingleses é obra.
Comemorar a vitória em frente dos fanáticos adeptos do Barcelona é esmurrá-los sem punição da UEFA.
Mourinho, revelando uma enorme ginástica mental, ao ver-se com 10 jogadores, fez uma coisa inédita e muito simples:
- Adaptou o conceito de defesa do andebol frente aos meninos de Guardiola. Todos na proximidade da área e só sai um para atacar quem tem a bola.
Resultado:
- Inter apurado, com uma derrota sofrida com um jogador fora-de-jogo.
A imagem de subserviência que os desesperados emigrantes espalharam pela Europa, em consequência de décadas de salazarismo, leva um rude golpe com Mourinho.
Estamos a exagerar?
Exageramos tanto como dizer que o futebol condiciona o dia-a-dia de milhões de pessoas no Mundo!
Mas será que o futebol tem fronteiras?
Não vimos ontem uma enorme festa em Madrid pela vitória do Inter em Barcelona?
Não será Mourinho um natural de Chelsea para os ingleses?
Não está a "naturalizar-se" milanês?
O internacionalismo está a massificar-se com o futebol.
Para o bem e para o mal!

28/04/10

Já se ouve a trovoada


Presidente do BPI projecta curso de formação em "agulheiro" perante os sinais de hecatombe.

Resumidamente, quando a vaga de fundo chegar os "agulheiros" encaminham-na para a clientela.


Soubemos também que o PSD vai dedicar-se à solução dos problemas como se fosse governo. Como as políticas PS/PSD são siamesas, é de louvar este sentido de responsabilidade.

Por outro lado, constata-se que este sentido de responsabilidade de pôr os interesses do país acima de tudo, é uma situação de excepção.

27/04/10

25/04/10

Não deram por nada



NÃO REPARARAM, MAS HOJE É O DIA 25 DE ABRIL.
PELO MENOS LEMBREM-SE QUE É GRAÇAS AO 25 DE ABRIL QUE TÊM A LIBERDADE DE O IGNORAR!!!

24/04/10

As conquistas de Abril, até à derrota final?



Se a decisão judicial de absolvição de Domingos Névoa é "tecnicamente correcta", a situação é muito mais grave - o divórcio entre a justiça que temos e o senso comum!

Na mesma onda


Duplicou em Portugal, nos últimos 4 anos, o nº de trabalhadores que auferem o salário mínimo (475 euros), sendo este dos mais baixos da União Europeia.


Em apenas 3 anos, o presidente do falido BPP recebeu mais de 6.5 milhões de euros. Mesmo assim e apesar de apenas ter declarado ao fisco 1.4 milhões, sente-se enganado e moveu um processo ao banco porque considera que aqueles valores deveriam ser líquidos.
A decência vagueia desnorteada entre S. Bento e Belém!



Quem não vagueia desnorteada é a nossa deputada Inês de Medeiros, a quem semanalmente somos obrigados a pagar-lhe a viagem a Paris.
Porque essa é a Lei.



Com estes meros exemplos, parece óbvio que isto não vai lá com reformas de estruturas, delineadas cirurgicamente pela recente união de facto Sócrates/Passos Coelho.


As raízes estão muito mais fundas ...

23/04/10

25 de Abril não é uma meia-de-leite



Todos os dias somos agredidos com o pano encharcado da injustiça. Ontem não foi excepção.

Provou-se que o empresário Domingos Névoa tentou corromper um autarca com 200 mil euros. A justiça concluiu também que o alvo dessa tentativa não tinha competências suficientes para consumar o acto. Logo, absolveu o corruptor!
O irmão do autarca, que se prestou a tentar provar a corrupção, depois de meses de tribunais, acaba por pagar as custas do processo.
Milhões de portugueses concluem: - Ganda burro, meu...

Rui Pedro Soares, ex-líder da JS onde idolatrava Che Guevara e ex-administrador da PT onde idolatrava o milhão e duzentos mil euros anuais,recusou-se hoje a responder a qualquer pergunta dos deputados da comissão de inquérito parlamentar sobre a alegada intervenção do Governo no plano da PT para comprar a TVI.
Jaime Gama já despachou para Procuradoria a participação pelo crime de obediência qualificada.


Vamos esperar ... sentados ...




O Apelo à Participação no desfile do 25 de Abril é constituído por um texto insípido, apontando o caminho para uma "redenção do país" e apelando a um "desfile patriótico".
O PNR e Jardim assinariam este documento.
Então qual a razão pela qual várias e respeitadas personalidades e organizações o subscreveram?Porque a alternativa passaria por alguns dos seus pseudo-parceiros os arrastarem na lama de não querem subscrever o Apelo de celebrar as "conquistas de Abril".

Mas uma coisa será o Apelo outra coisa será a Participação. Vão ver!

22/04/10

Portugal arredondado

No dia em que as previsões do Governo são simplesmente arrasadas e são previstos mais sete mil desempregados por mês até ao final do ano, alguma da nossa comunicação social empurra-nos para o futebol.


A edição do Correio da Manhã apresenta metade da sua 1ª página, quase toda preenchida com notícias da bola.


21/04/10

PIG is your aunt

PIIGS é a nova designação subtil(?) para os países de economias avançadas enterrados numa lama de problemas até ao pescoço (Portugal, Ireland, Italy, Greece e Spain).

A Irlanda aparece aqui geograficamente deslocada, na medida em que são os "países do Sul", assim designados pela arrogante Europa, que estão em trágica maioria. Separadas as águas, teremos os PIGS e a loura Irlanda.

Cavaco Silva considera que seriam precisos muitos erros para o país cair na bancarrota, contrariando previsões de analistas não-PIIGS.


Então, preparemo-nos para a bancarrota...


18/04/10

Mais uma loja chinesa


Um estudo recente tenta provar que os chineses já tinham andado a passear pelos locais que os "boys" do Infante D. Henrique "descobriram" anos mais tarde.

Alega-se que o Infante mandou espiões aos 4 cantos do Mundo e que a nossa rapaziada dos Descobrimentos quando partia para o desconhecido, até já sabia onde se comia bem e barato.

A ser verdade, só abona a favor do nosso Henrique.
Estudo e planeamento da viagem, chamar-se-ia mais tarde.
O Cajado prefere esta versão humanista em prejuízo da cultura salazarista de "partirem para o desconhecido" acreditando que o alto-mar estaria pejado de monstros terríveis.
Henrique não mandava os seus nobres para experiências tenebrosas e inglórias, qual Josef Mengele, director do "Instituto de Higiene" de Auschwitz.

15/04/10

CDS - Como Deixá-los Sucumbir


O Bloco de Esquerda propõe no Parlamento que as pensões da Segurança Social sejam pagas até ao dia 30 de cada mês, em vez de 7 a 10 do mês seguinte.

O CDS diz que não é uma questão prioritária.


Uma vergonha e um exemplo em como algumas forças partidárias sacrificam medidas socialmente importantes em troca de jogadas políticas.

Não vá algum idoso aperceber-se de qual a força partidária que sugeriu a medida!

Finalmente?


A taxação das mais-valias bolsistas deve avançar este ano.

Serão mais de 100 milhões que entram nos cofres do Estado, mas, mais do que isso, é uma medida de grande justiça fiscal.


E nós sabemos como essa selva está infestada de sôfregos chacais e de hienas que riem do resto da manada.

Ou virá alguém com receio que mais uns marajás fujam do país bolsista?

14/04/10

Et Pluribus Unum


Fui testemunha presencial do Benfica 2 Sporting 0.

Levei com a dose toda:

- sair de casa 5 horas antes e chegar a casa 1 hora depois do jogo

- bifanas, imperiais e roulotes chumbadas pela DECO por falta de condições

- o sucesso da americanização do espectáculo

- os comentários dos vizinhos na explicação mais filosófica do fanatismo ortorrômbico

- mais de 59 mil almas despejando no árbitro muitas das suas frustrações

- o estranho povo que diz que os políticos são todos iguais e os jogadores de futebol todos diferentes

- a felicidade da vitória, com pequeno prazo de validade

10/04/10

Vendedores de melões!

Pedro Passos Coelho (PPC), a última "máquina" saída da fábrica de fazedores de imagens, já está a ser vendida como um "best-seller".

O Público, em 2 páginas, aterroriza-nos com o que seria um mundo sem PPC.

"Um líder natural" "...comia sopa de cenoura com feijão, bebia vinho tinto e cantava o fado" (fantástico) "rígido e orgulhoso" (oohh) "racional, talvez frio" "aquela voz e aquele bom aspecto..." "Com ele, nada se perde" (lindo!) "chegava atrasado às reuniões por ter estado a dar banho às filhas" (enternecedor) "perfilha valores como a honestidade, a honra, a fidelidade à palavra dada, a temperança" (atenção Vaticano) "consegue dar ordens falando baixinho" (como disse?) "Relvas garante que é um bom melão" (com presunto?)

Como é possível alguém com carteira de jornalista constituir-se como intermediário de melões?

O DN, pelo seu lado, vende-nos "Laura, a mulher sorridente de PPC".

«Sou PPC de paixão» e gosta de «jantar a sós com o Pedro»

video

09/04/10

También quiero ser atendido en las Cortes Españolas

Constituição da República Portuguesa
Artº 64
3.b)- Garantir uma racional e eficiente cobertura de todo o país em recursos humanos e unidades de saúde


As populações de 5 localidades portuguesas concluiram que o governo português não lhes garante os devidos recursos humanos e unidades de saúde necessários à preservação da sua saúde.
Assim, os presidentes das Câmaras Municipais de Valença, Vila Nova, Paredes de Coura, Monção e Melgaço, querem que os seus cidadãos possam ser atendidos no hospital Meixoeiro, em Vigo.


Espanha poderá assim garantir o cumprimento da Constituição Portuguesa em relação aos próprios portugueses.


08/04/10

Hoje somos mais populares que Jesus - Lennon em Liverpool


Liverpool 4 Benfica 1

Finalmente os lagartos e os tripeiros tiveram uma alegria.

Na 3ª feira conversamos ...

Saltar o 25 de Abril


Jardim quer 26 de Abril , procurando passar do 24 de Abril para o 26, sem passar pelo 25 de Abril.

Sr. Dr. Cardoso Jardim, isto não é o Jogo da Glória, no qual se passam por cima de números e só somos penalizados se os dados quiserem.

Por muito obcecado que esteja pela sua própria glória, desejamos que ainda em sua vida, desejavelmente longa, os madeirenses e não os dados da fortuna, o penalizem pela sua governação oligárquica.

Disse ainda que «os maiores custos da insularidade são o custo científico e o custo cultural».
Está enganado!
A ilha de Cuba, apesar do bloqueio ser mais penalizante do que a insularidade, tem um reconhecido desenvolvimento científico.
As enormes ilhas do Japão, apesar de esquecidas pela mãe continental asiática, não se queixa de falta de desenvolvimento cultural.

Considerou que «até ao final da década de 1980 havia pessoas nos partidos políticos da mais alta categoria, mas desde então a qualidade tem baixado».

Eu diria mesmo que, na sua perspectiva, não me esticaria tanto na referência à década de 80, ficar-me-ia pelos anos até 1974.

Que saudades!

Venha lá então esse 26 de Abril...à sua medida...

07/04/10

Revolta em lume brando

Os condimentos para enormes convulsões sociais
caiem todos os dias no caldeirão do druida.

Os camionistas ameaçam parar numa iniciativa ibérica sem precedentes. Temos a 5ª gasolina mais cara da Europa e governo diz que não cede a ameaças. Entretanto o preço do petróleo continua a subir.

O PAC foi recebido de braços abertos na CE perspectivando-se consequências dramáticas para a classe média. Mesmo assim, o FMI não está satisfeito e é preciso satisfazer este monstro.

A mensagem de apertar o cinto não passa face à sofreguidão devoradora dos gestores públicos e privados. O presidente-executivo da EDP arrecada 3.1 milhões de euros de remunerações de 2009. Se uns apertam o cinto, outros regalam-se na sua obesidade mórbida!

A insatisfação dos funcionários públicos, as medidas indiscriminadas sobre os desempregados baseadas em abusos pontuais e a revolta de vários sectores do aparelho produtivo, provocarão grandes manifestações de consequências imprevisíveis. A profusão de casos mediáticos de alegada corrupção atingindo o topo da hierarquia do governo, sustentarão o estado de espírito desencadeador da revolta popular.

O druida continua a mexer o seu caldeirão, alimentado pelo lume brando das comissões de inquérito. Até quando?

06/04/10

A outra Fonte da Telha

Para contrariar o post publicado ontem aqui vai uma imagem da mal afamada Fonte da Telha.

É um prazer percorrê-la de bicicleta na Primavera (foto tirada hoje)

Samaritano do Mês


E o prémio vai para ...


José Sócrates


Quando jovem (mais ou menos) deputado, trabalhava gratuitamente e pela noite dentro em projectos de habitação para os inúmeros amigos que tal lhe solicitavam.



É urgente que acertemos contas com este bom samaritano!

05/04/10

Alguém compra?

Nas minhas corridas de manutenção levo sempre comigo telemovel, com câmara incluída.
Ontem, recolhi esta "Grande Exposição de vários pintores".
Por acaso só lá vi um, que tem de ter muito cuidado para ver onde põe as patas, para não borrar a pintura !


Cortina de fumo




Esta táctica naval, de lançar uma cortina de fumo por parte dos contratorpedeiros, posicionados a favor do vento e permitindo aos navios mais poderosos da esquadra uma melhor disposição no campo de batalha de forma a iludir o inimigo, atravessou os tempos e parece que ainda não se dissipou.
As manobras políticas do poder, seja ele nacional, regional ou local, escondem-se atrás de fumaças de propaganda, procurando ocultar dos adversários políticos e dos cidadãos, os estudos, planos e desenvolvimentos dos grandes objectivos políticos, económicos e sociais.
Principalmente, quando esses programas condicionam o futuro de grandes núcleos populacionais, como é o caso do Projecto do Arco Ribeirinho Sul (A.R.S.).
Para que não pairem quaisquer dúvidas, estaremos empenhados em apoiar qualquer projecto que rompa com as actuais assimetrias entre as duas margens do Tejo.
“Para os navegantes com desejo de vento, a memória é um ponto de partida”, citando Eduardo Galeano. Por isso, é oportuno recordar que é tempo de destruir os dejectos do espírito da ditadura que apoiava a construção do império da CUF na margem sul para “salvaguardar dos ruídos e da poluição, os ouvidos e os pulmões da capital”
O Plano Estratégico deste A.R.S., a concretizar num prazo de 12 a 18 anos e envolvendo receitas e investimentos fabulosos, vai entrar na casa de cada um de nós e condicionar o futuro das próximas gerações. Fortes razões para participarmos efectivamente na sua discussão.
Efectivamente e não através de monólogos públicos, nem disponibilizando consultas de documentação que nos fazem sentir tecnicamente estúpidos.
Preocupa-nos que os nossos autarcas façam reviver o conceito de “Uma cidade com duas margens”, pela mensagem que transmite de descaracterização social e cultural das áreas ribeirinhas em apreço.
Um processo de “copy e paste” do modelo Expo para os espaços ocupados pela Margueira, Siderurgia e Quimiparque, merece o nosso repúdio, pelo conceito limitado a ofertas de habitação, comércio e serviços nas 3 referidas áreas, quais “ilhas socialmente descontaminadas”, em prejuízo da desejável instalação de redes de infra-estruturas, equipamentos, pólos de investigação e desenvolvimento, em todo o Arco Ribeirinho Sul.
É necessária a reabilitação urbana de toda a área abrangida pelos seis concelhos, reprovando qualquer visão redutora de três novas frentes de urbanização privilegiada com fácil acesso à capital.
Neste soluçar de informação, vislumbra-se novo festim de especulação imobiliária no recente discurso do Presidente da Sociedade Arco Ribeirinho Sul: - «O mais urgente é concluir os Planos de Urbanização. Depois é estabelecer um programa de lançamento de projectos, organizar o negócio da urbanização e a venda de terrenos para promoção privada».
Venham ventos fortes que limpem esta cortina de fumo que nos habituou a ver protegidos objectivos que não serão as nossas escolhas.
Para que a esquadra não afunde os nossos sonhos …

02/04/10

Submarinos e linguiça da Beira Alta


Imagine que vai à loja da esquina comprar 2 submarinos.

- São 800 milhões, faz favor.

- Espere lá, mas quero que me dê uns raminhos de salsa, como contrapartida, no valor de 1200 milhões. E para ter a certeza que os levam a casa, exijo uma garantia de 100 milhões.

Qualquer merceeiro se ria deste negócio !!!

Mas só os alemães se estão nas tintas se o peixe é graúdo ...

01/04/10

País-fantasma

A corrupção descarada já foi chão que deu uvas. Agora tudo
tem a leveza esotérica de negociar-se com empresas-fantasmas.
Quem vai acreditar em fantasmas?
Mas existem, como comprova o Ministério Público Alemão.

O Ministério Público Alemão está a investigar suspeitas relacionadas com a criação de uma série de empresas-fantasmas que, por sua vez, terão sido utilizadas para o pagamento de comissões ilegais no âmbito do negócio da compra pelo Estado português de dois submarinos.

Nestes negócios com o "Além" já estão citados um Contra-almirante, um advogado e quadros do Grupo Espírito Santo.

A trindade partidária (PS/PSD/CDS) responsável pelos governos que negociaram os submarinos manifestaram "grandes reservas" à abertura de um inquérito no Parlamento.
Óbviamente!

Portas diz que decidiu a compra por critérios definidos por um governo PS em 98.
Jaime Gama opõe-se porque já existem muitas comissões de inquérito...
Sócrates não comenta por estar em investigação...
Durão Barroso diz apenas "ter conhecido" o Cônsul honorário de Portugal em Munique (suspeito de ter recebido um suborno de 1.6 milhões de euros)

Os fantasmas não existem, mas lá que recebem milhões, lá isso recebem!



Contador

A revolta da chibata (ver primeiro post sobre o tema)

Loading...

O poder da mente

O poder da mente
Nós os iluminados

Arquivo do blogue

A vitória do Ponto e Vírgula

Ressuscitemos a célebre exclamação - "Isso agora, ponto e vírgula".
Esta frase de cariz popular, representava uma forma simbólica de dizer que levantava muitas objecções e exigia explicações a algo que lhe merecia desconfiança.
Regresse o "ponto e vírgula" como forma de dizer BASTA!

Apareçam sempre por aqui!

Na dita Madeira profunda

Na dita Madeira profunda
Bela homenagem (Março 2004)