28/02/11

Voltem os amoladores



"Cada cena lésbica dá 750 euros", explica na SIC uma "artista" portuguesa daquilo que lhe chega à mão

A cena lésbica entre PS e PSD tem um custo incalculável para os portugueses de bolsa curta.
Mas o filme mete traições e puxões de cabelos.
O PSD, entusiasmado com uma sondagem sedutora e com um cheirinho de FMI, já começou a dar trabalho aos amoladores de facas da nosso praça.
Afiadinhas, preparam-se para esventrar o poder socialista com quem contracenam. Amigos, amigos, mas ... é tempo de substituir os boys por outros boys para que tudo fique na mesma.
Passos Coelho já faz apelos a uma grande vitória eleitoral e ainda o cadáver socialista está quente.
Neste filme, Passos Coelho faz de Sócrates, Catroga de Teixeira dos Santos, infelizmente os figurantes serão os mesmos de sempre - a populaça, periodicamente transvestida de eleitorado.

26/02/11

Todos iguais ...

O Expresso publicou hoje alguns extractos dos documentos do Wikileaks sobre Portugal, com especial relevo sobre telegramas do ex-embaixador dos EUA em Portugal.



O que encontramos de assinalável:
- A pouca consideração dos nossos "amigos" ianques sobre a personalidade dos portugueses, no pressuposto, duvidoso, que os dirigentes nacionais representam a nossa mentalidade. Na verdade, se não representam, pelo menos foram escolhidos por nós, directa ou indirectamente.
- As observações do ex-embaixador sobre as Forças Armadas revelam, tal como conclui o Expresso, graves incorrecções sobre dados objectivos, que não abonam nada a favor do diplomata
- Os militares são especificamente analisados:
"Espera o tempo suficiente, dizem-nos os oficiais, e chegarás a Coronel ou a General. Esta cultura fomenta um pensamento adverso a correr riscos"
ou
"Chefias Militares - Há uma cultura nas Forças Armadas em que quase sempre, a melhor decisão que se pode tomar é não tomar decisões, dizem os americanos. Até para uma banda tocar é preciso uma decisão de topo"
Não poderíamos estar mais em acordo com esta análise. Constitui o grande segredo para o acesso aos lugares de topo da hierarquia militar. Sempre a apontei, com os inconvenientes inerentes à sua crítica.


Contudo, o que me espanta é que o diplomata americano apresente essa crítica, na medida em que os mais elevados cargos das chefias militares passaram pelo crivo americano. Umas vezes discretamente, outras de forma descarada.
O prémio por uma carreira "silenciosa" mas colaborante, era dado por mãos americanas.

Tal como nós os pretendemos imitar em relação à África Lusófona!


25/02/11

Tudo vai bem

A régua e o compasso europeus nunca foram um bom meio para desenhar países. A análise deste tema seria deveras interessante

Map: Libya

Mas agora o cenário não se compadece com análises e no terreno apenas se quer saber quantos km2 são dominados por quem.
A informação e a contra-informação desenvolvem a sua guerra particular.
E neste campo, os jornais líbios on-line continuam a descrever o país irreal.




Num esgar de normalidade, um jornal do regime publica hoje um concurso internacional para obras de construção de um terminal de petróleo


Tudo vai bem ...até à derrocada final!











24/02/11

Líbia - solução nas mãos dos portugueses

Grupo Ferreira constrói hospital psiquiátrico em Tripoli




Dado o incremento de potenciais "clientes" detectado nos últimos dias na Líbia, a empresa não terá problemas em apresentar orçamentos adicionais, dada a sua experiência em "derrapagens", tradição muito acarinhada em território luso.

23/02/11

FOME NO PSD

O País precisa rapidamente de refrescar a sua democracia, indo a votos - L. F. Menezes

Rapidamente, rapidamente, seria votar favoravelmente a Moção de Censura do Bloco.
Então o PSD vai votar favoravelmente?
Não, aquilo que o PSD tem a oferecer ao país é F.O.M.E.

F de FMI - Este entra fisicamente no país e inicia-se o desfile de entronização de P. Coelho I
O de Orçamento - A alternativa aguardará pelo próximo Orçamento, com o PS + decrépito
M de Maioria - PSD quer governar em maioria, com ou sem ajuda dos compadres do CDS
E de Entalar - O ideal é o PS continuar o trabalho sujo de entalar os trabalhadores. Está aí a decisão macabra dos despedimentos serem pagos pelos próprios trabalhadores.
Como diz a Confederação do Comércio:
- Caso o Governo insista no fundo de indemnização por despedimento, pago pelas empresas, estas vão transferir a despesa para os salários.
O PSD faria melhor?


MAS CUIDADO, A MANIFESTAÇÃO DA "GERAÇÃO À RASCA" JÁ TEM MAIS DE 20 000 PRESENÇAS CONFIRMADAS !!!!







21/02/11

Pelo menos não foi ao casamento da filha de nenhum dos ditadores ... do Norte de Africa

Ainda não completou 1 ano que Sócrates foi à Líbia com a finalidade de incrementar as relações de política
externa entre os 2 países.

Em 5 anos foi lá 4 vezes.


Muamar al-Gaddafi já tem em carteira umas centenas de mortos desde que surgiram as primeiras manifestações.

Sócrates está a ser aconselhado dizer que nem o conhece ou que pelo menos não liga o nome dele à pessoa

SÓCRATES EM MARÇO DE 2010
Que fique bem claro a toda a opinião pública portuguesa que Portugal atribui à relação com os países do Norte de África uma prioridade política indiscutível.


Prioridade política????!!!!!

20/02/11

Afinal precisava de um dentista


Armando Vara passou à frente de utentes de centro de saúde


Precisava de um atestado e tinha pressa para apanhar o avião


O VENTO SUÃO JÁ ESTÁ A CHEGAR

Cordão Humano sobre o aterro na Baía do Funchal – Domingo, 20 de Fevereiro - Concentração na ponta do Cais da Cidade a partir das 17.30.


Manifestação da Geração à Rasca em Lisboa e no Porto



A Revolta das Vassouras no Porto 
Atenção apelamos a que seja uma manifestação permanente, convicta e determinada a não bater em retirada.
Só dispersaremos perante a promessa de reformas profundas no sistema politico, social, económico e judicial

18/02/11

Actos de pirataria

Duas notícias, publicadas hoje, ajudam a clarificar a quem são entregues os coletes salva-vidas neste naufrágio em que nos meteram.

Salários de topo tiveram em 2010 a maior subida dos últimos 12 anos

PS e PSD recusam aprovar projecto-lei que limita os salários dos gestores de empresas públicas ao vencimento do P.R.
Argumenta o PSD que o projecto-lei só traria problemas ...
E os problemas, quando nascem ... não são para todos!!!

17/02/11

Um caso bicudo

O Norte de África está a arder. O vento de W, proveniente do continente norte-americano, já levou para a Península Arábica uns significativos focos de incêndio.
Por aqueles lados, não se ficam por uns jogos florais com as forças policiais. Efectivamente, morre-se e mata-se na luta.
Mas não embandeiremos em arco sonhando com "amanhãs que cantam", ao estilo do último Comunicado do C.C. do PCP , retirado de um baú do séc XIX.
O Pew Research Center publicou uma sondagem recente ao povo egípcio:
- 54% defende segregação no trabalho entre Homens/Mulheres
- 82% defendem o apedrejamento de adúlteras
- 84% concorda com a morte de quem condenar o Islão
- 77% concorda com a amputação de larápios
Podemos duvidar da sondagem, mas parece credível.
Podemos duvidar que um povo com convicções anti-democráticas venha a eleger um governo progressista.
Mas podemos acreditar que esse povo esteja farto de exploradores e de Faraós

E que os jovens constituam a mola dinamizadora para uma autêntica revolução.
Jovens seguidores dos exemplos (bons) vindos da Europa, onde outros jovens se revoltam contra a precariedade da vida e por lhes subtraírem o acesso a uma Educação decente.
Graças, em grande parte ao Facebook! Que ninguém tenha dúvidas!
Não tardará muito a resposta, cerceando o acesso a este meio de comunicação e conhecimento.
Como?
Ainda é segredo, porque o caminho da censura está cada vez mais difícil, por causa ... do Facebook!

16/02/11

Até agora ambos felizes

A Moção de Censura ainda não foi apresentada mas já alimentou muito cronista.
Os porta-vozes partidários já a classificaram da forma mais escabrosa e mais ridícula.
Rejeitá-la não era suficiente, foi preciso espezinhá-la.

Contudo,
já sabemos que ninguém a irá chumbar, para além dos próprios arguidos - o PS (mesmo assim será preciso levantar o braço a alguns socialistas no momento da votação).

Passos Coelho (este é o ano do Coelho) já disse:
- Este é ainda o tempo para o Governo governar. 
- Se algum dia chegarmos à evidência que o país está num beco sem saída, então trataremos de arranjar uma solução


Maior clarificação do que esta, era difícil.
Deixá-los governar porque estão a fazê-lo com o nosso orçamento e ... com a nossa política.
O país do poder PSD não está num beco sem saída, mas a população já bateu na última parede do beco. Nada de confusões!

Embora "Bloco de Esquerda" tenham sido das palavras mais pronunciadas no país nos últimos dias, a comunicação social reduziu a sua existência a dois demissionários da sua Mesa Nacional.
A riqueza do BE está na sua liberdade de pensamento e acção, pelo que todas as manifestações são válidas e consideradas.

Contudo,
aquilo que a comunicação fez, será semelhante
ao jornalista de A Bola entrevistar apenas o roupeiro, perante a dimensão dos problemas do Sporting!

14/02/11

Comunicado aos praticantes de "bricolage"



Última hora:


Esgotada a venda de cola ao público, tanto em Portugal como em Bruxelas.
Tal se deve à tentativa de colagem do BE ao PS, por parte dos políticos da nossa praça e dos seus respectivos escribas.

À nossa! (versão correcta)


Cardoso Jardim, o promitente vendedor de sonhos aos madeirenses neste contrato que lhes impingiu e em que a cláusula única se reduz à abastança de íntimas minorias, escreve os maiores disparates no seu Jornal da Madeira.


Provavelmente numa lógica de já ninguém ler o que escreve. Mas uma coisa é o pessoal rir-se quando espalha aos ventos uma dúzia de impropérios, outra coisa é a paciência para ler o que escreve quando pretende mostrar-se culturalmente acima de todos.





Inspirado pelo Dia dos Namorados, quando as ruas do Funchal explicam o que é o amor, escreve com o seu habitual entusiasmo:
- (...) Porém, há outro problema que me preocupa e que, se calhar, tem reflexo nos grandes níveis de abstenção que para aí surgem. É que me dizem ser o número de eleitores inscritos, bastante próximo do total da população portuguesa.


Tantos anos no poder e ainda acredita nos disparates que lhe dizem.
Já experimentou consultar os dados do INE e da Administração Interna? 
INE - Instituto Nacional de Estatística
Administração Interna é a designação moderna do Ministério do Interior


Nº de eleitores - 9 306 400
População - 10 617 575 (2007)


O "próximo" que refere não é mais ou menos 1 milhão e 300 mil pessoas.


Outra coisa é a crítica aos dados desactualizados, por milhentas razões, uma das quais baseada nos Presidentes de Junta guardarem os seus fregueses, mesmo que tenham morrido, porque mesmo mortos valem ouro...


Já agora veja se percebe que a dimensão mediática que lhe dão não corresponde ao número de súbditos.
O tal INE também diz o seguinte:
- A população da Madeira é constituída por 247 399 pessoas (não sei se as vítimas do dilúvio e das palmeiras de P. Santo estão contabilizadas)
- A população de Vila Nova de Gaia é constituída por 312 742 (2008)


O jantar de honra de Alberto João Jardim aos reis de Espanha






Veja lá o que escreve para a próxima crónica. Não vá esquecer-se que andou a dizer que os filhos o internavam se construísse um novo estádio na Madeira ...

13/02/11

ESTABILIDADE??? NÃO OBRIGADO

ENTÃO ISTO NÃO PRECISA DE UMA GRANDE CLARIFICAÇÃO???!!!!
O EGITO JÁ COMEÇOU A SUA ... SENDO CLARO QUE NÃO EXISTEM CÓPIAS DE "CLARIFICAÇÕES". CADA UMA CONFORME A SUA REALIDADE ESPECÍFICA

QUEM É QUE QUER ESTABILIDADE?


OS BANQUEIROS?
SE CONTINUAM A AUMENTAR OS LUCROS, ACHAMOS LÓGICO...

A GALP COM 3O6 M DE LUCRO EM 2010 CONTRA 213 EM 2009?
CLARO QUE SIM...

OS POLÍTICOS DO BLOCO CENTRAL PARA NÃO MEXEREM NO SEU VALIOSO JOGO DE CADEIRAS PODER POLÍTICO/PODER ECONÓMICO?
COMPREENDEMOS QUE SIM...

OS QUADROS DO SECTOR FINANCEIRO QUE EM 2011 AUMENTARÃO EM MÉDIA 2,5% DAS SUAS REMUNERAÇÕES? AI, NÃO...

A CIP QUE VÊ OS DESPEDIMENTOS A PREÇO DE SALDO?
ATÉ LANÇAM FOGUETES...

ALÉM DOS IMENSOS ETC QUE SE LAMBUZAM COM ESTA ESTABILIDADE!!!

VENHA A CLARIFICAÇÃO, E DEPRESSA!
PARA QUE NÃO TENHAMOS QUE MUDAR A LETRA DO HINO:
- QUE PARVOS QUE NÓS SOMOS!!!

Ia dar ao mesmo

Ministro indiano lê o discurso de Luís Amado na ONU, em vez de ler o seu, provavelmente confundido com a mão-cheia de nada de ambos os discursos
Luis Amado na ONU
Ao todo, terá lido o discurso do homólogo português durante cerca de três minutos.
Apesar de ser indiano, lia com naturalidade sobre a União Europeia e se não tivesse sido interrompido por um compatriota talvez levasse o discurso até ao fim.
Se Luís Amado tivesse lido o discurso do indiano, teria sido mais útil, dadas as suas convicções sobre a relação submissa de Portugal com a União Europeia

11/02/11

Moção de Censura para Tótós

A actual legislatura iniciou em 15 OUT 2009 (já decorreram 6 meses da sua eleição)
O Presidente da República toma posse em 9 MAR 2011 (no último semestre do mandato não pode dissolver-se AR)

Assim, uma moção de censura só teria eficácia (derrube do governo) nos seguintes períodos:
- De 15 MAR 2010 a 9 SET 2010 (o pouco tempo de governação e o facto das medidas na linha do FMI ainda não tinham a plenitude actual, portanto não justificavam uma Moção de Censura)
- Depois de 9 de MAR de 2011 (será apresentada em 10 MAR)

O BE apresenta a Moção de Censura, perante uma governação dramática para uns e de salvo-conduto da crise para outros, no 1º dia da sua eficácia, em pleno apogeu das medidas socialmente injustas e notoriamente discriminatórias.

Estas são razões mais do que suficientes para apresentar uma Moção de Censura.
Complementarmente, fica esclarecida a tentativa de tentar passar a imagem de que o BE seja uma muleta do PS, numa leitura desfocada das presidenciais. 
Desfocada ou de vista cansada.
Esgotada essa imagem, resta-lhes a acusação de "irresponsabilidade política".
Em que ficamos?


10/02/11

O povo infiltrado

Comunicado nº1 do Exército Egípcio:
"Tendo em conta a responsabilidade das Forças Armadas e o seu compromisso em proteger o povo e proteger os seus interesses e a sua segurança, e em zelar pela segurança da nação e dos cidadãos, e dos direitos do grande povo egípcio, e para apoiar as exigências legítimas do povo, o Conselho Superior das Forças Armadas reuniu-se hoje, 10 de Fevereiro.
E decidiu permanecer reunido em sessão permanente para examinar as decisões que podem ser tomadas para proteger a nação, os direitos e ambições do grande povo egípcio”.

Estamos perante uma nova responsabilidade das Forças Armadas nos países governados por ditaduras, francamente do outro lado da barreira em relação às forças de segurança.
A distancia temporal e civilizacional distingue esta realidade do nosso 25 Abril.
Ao contrário do que aconteceu em Portugal, onde o Partido Comunista apostou em doutrinar os oficiais mais progressistas das Forças Armadas, os actuais países em conflito interno tiveram a felicidade de ter nas fileiras uma parte do povo genuíno em serviço no Exército. Foi só esperar pelo 1º abraço na Praça Tahrir...
Esperemos que, tal como infelizmente aconteceu em Portugal, não apareçam em especial relevância alguns oficiais assumidamente reaccionários ou vendidos aos amigos do far-west.
Só que a determinação de povos desesperados não se compadece com meias-águas.
Pelo menos é o que nós desejamos!

[3.bmp]


DELIRIUM TREMENS

FURIA DO CAJADO JURA QUE NÃO FEZ QUALQUER MONTAGEM COM A REACÇÃO DE TOM CRUISE


09/02/11

ALDRABÕES

O jornal que andou com Cavaco Silva ao colo durante as presidenciais, distorce a realidade para incutir um sentimento de culpa nos portugueses.


Portugal será o quarto país mais gastador com saúde em 2030, diz FMI


O FMI também diz aquilo que mais convém ao capitalismo.
Mas, neste caso, nem sequer diz aquilo que o "I" lhe atribui.
O que o FMI diz é que "nos próximos 20 anos, os custos do Estado português com saúde irão aumentar de 7,6% do produto interno bruto (PIB) para 11,1%, a quarta maior subida entre as economias desenvolvidas"

Mesmo esta afirmação apenas reflecte a campanha do FMI para nos pôr a pata em cima.

Estranho que, ainda hoje os jornais dizem o seguinte:
- Quase 700 mil portugueses perdem médico de família (DN)

E por outro lado:
- Bancos mantêm lucros e pagam menos impostos


ESTE, SIM, SERIA UM BOM TEMA PARA O FMI ESTUDAR!

08/02/11

Sinais dos tempos

1º sinal
Caro jogador,
Parabéns!
A sua aposta n.º 619411223006 relativa ao Concurso n.º 06/2011 no(a) Loto2 foi premiada!



Euforia!!! Finalmente depois de dezenas de anos....
Depressão!!! O prémio era de 10.08 euros...


2º sinal
E-mail da "Construímos Sorrisos":



Poupança de 71% numa sessão de colonterapia no Dia dos Namorados!!! Apenas 29 euros! Corra, porque dizem que é indolor...

07/02/11

Perdoem-me o orgulho


Mas, seis anos depois de sair da Madeira, ainda há referências "botânicas" à minha pessoa

06/02/11

Mexia nele e puxa-o a virar frangos o dia todo

"O meus vencimentos estão abaixo do que se paga lá fora"


Esta frase é de:
1 - António Precário, arquitecto, leva para casa 400 euros de trabalho num Call Center
2 - Jorge Canhão, marinheiro artilheiro a ganhar pouco mais de 600 euros mensais

3 - António Mexia, presidente executivo da EDP, ganhou mais de 3 milhões em 2009





Faça-nos mais um assalto que isso resolve-se já!!!!

04/02/11

O Funchal a preto e branco

A RTP2 produziu um feliz programa sobre aquilo que se fez, ou não, na Madeira, 1 ano depois da tragédia do ano passado.
Não é fácil o povo da Madeira ter boas perspectivas para a sua protecção para o futuro, quando os representantes do Governo Regional continuam na sua ladaínha de, imagine-se, DISCIPLINAR A NATUREZA.
Promoveram o Plano Regional da Água ... para o enterrarem nas águas mais profundas!
A reflorestação, indispensável para evitar novas tragédias, é uma palavra desconhecida do GR. Falem-lhes de cimento, isso sim, enche o olho do eleitor, de alguns basbaques continentais e os bolsos dos mesmos de sempre.
Teimosa e corajosamente há quem não se conforme.
Está tudo aqui !

Os movimentos cívicos estão a mexer com a penumbra de anos de jardinismo.
O "Movimento de Salvação da Baía do Funchal" já está no papel e está quase no cais. Acabar com aquele aborto do entulho, bem como dos projectos dubaianos e devolver a praia aos funchalenses é o objectivo. 
Tragam as pás!



ADIRAM A ESTA PETIÇÃO PARA SALVAR A BAÍA DO FUNCHAL

http://www.peticaopublica.com/PeticaoListaSignatarios.aspx?pi=P2011N6291

No caso de haver agitação, pode ser necessário fazer mudanças tácticas, mas sempre cuidando de reassumir o controlo

“O mundo árabe está em chamas”

Segundo as sondagens, a maioria dos árabes considera que os EUA e Israel são as principais ameaças. Washington marcha vigorosamente para o desastre.
Os aliados ocidentais do mundo árabe estão a perder rapidamente a sua influência. Foto do Movimento de Juventude 6 de Abril
"O mundo árabe está em chamas", informou a Al Jazira em 27 de Janeiro, ao mesmo tempo que, em toda a região, os aliados ocidentais "estão a perder rapidamente a sua influência."
A onda de choque foi desencadeada pela dramática insurreição na Tunísia, que expulsou um ditador apoiado pelo Ocidente, com repercussões principalmente no Egipto, onde os manifestantes superaram a brutal polícia do ditador.
Observadores comparam estes eventos com a queda dos domínios russos em 1989, mas há grandes diferenças.
A mais importante é que não existe um Mikhail Gorbachev entre as grandes potências que apoiam os ditadores árabes. Em vez disso, Washington e os seus aliados continuam a afirmar o bem-conhecido princípio de que a democracia só é aceitável na medida em que esteja em conformidade com os seus objectivos estratégicos e económicos: é muito boa em território inimigo (até certo ponto), mas não no nosso quintal, por favor, a menos que seja devidamente domesticada.
Uma comparação com 1989 tem alguma validade: com a Roménia, onde Washington manteve o seu apoio a Nicolae Ceausescu, o mais cruel dos ditadores do Leste Europeu, até se ter tornado insustentável. Em seguida, Washington elogiou o seu derrube, ao mesmo tempo em que apagava o passado.
Esse é o padrão habitual: Ferdinand Marcos, Jean-Claude Duvalier, Chun Doo Hwan, Suharto e muitos outros gangsters úteis. Também ele pode estar em curso no caso de Hosni Mubarak, juntamente com os esforços de rotina para tentar garantir que o novo regime não se afaste muito do caminho traçado.
A esperança actual parece ser o general Omar Suleiman, leal a Mubarak, nomeado vice-presidente do Egipto. Suleiman, o antigo chefe dos serviços de informações, é desprezado pelo povo insurrecto quase tanto quanto o próprio ditador.
Um refrão comum entre os especialistas é que o medo do islamismo radical exige uma (relutante) oposição à democracia, por razões pragmáticas. Embora não sem algum mérito, a formulação é enganosa. A ameaça geral sempre foi a independência. No mundo árabe, os Estados Unidos e os seus aliados apoiaram com frequência radicais islâmicos, por vezes para evitar a ameaça do nacionalismo secular.
Um exemplo conhecido é a Arábia Saudita, o centro ideológico do islamismo radical (e do terror islâmico). Outro exemplo, de uma longa lista, é Zia ul-Haq, o mais brutal dos ditadores do Paquistão e favorito do presidente Reagan, que promoveu um programa de islamização radical (com financiamento saudita).
"O argumento tradicionalmente avançado dentro e fora do mundo árabe é que não há nada de errado, tudo está sob controle", diz Marwan Muasher, ex-funcionário jordaniano e actualmente director de investigação sobre o Médio Oriente do Carnegie Endowment. "Com esta linha de pensamento, as forças entrincheiradas argumentam que os opositores e as pressões externas que pedem reformas estão a exagerar as condições no terreno".
Assim, o povo pode ser demitido. As raízes desta doutrina vêm de longe e estão generalizadas em todo o mundo, também no território dos EUA. No caso de haver agitação, pode ser necessário fazer mudanças tácticas, mas sempre cuidando de reassumir o controlo.
O vibrante movimento pela democracia na Tunísia foi dirigido contra "um estado policial, com pouca liberdade de expressão ou de associação, e graves problemas de direitos humanos", governado por um ditador, cuja família era odiada pela sua corrupção. Esta foi a avaliação do embaixador dos EUA, Robert Godec, num telegrama de Julho de 2009 divulgado pela WikiLeaks.
Portanto, para alguns observadores, os documentos da WikiLeaks "deveriam criar entre o povo americano um sentimento reconfortante de que as autoridades não estão a dormir no ponto" – de facto, os telegramas são tão favoráveis às políticas dos EUA, que é quase como se Obama estivesse a promover fugas dele mesmo (ou assim escreve Jacob Heilbrunn no The National Interest.)
"A América devia dar uma medalha a Assange", diz o título do Financial Times. O principal analista de política externa do jornal, Gideon Rachman, escreve que "a política externa dos Estados Unidos aparece como principista, inteligente e pragmática – a posição pública assumida pelos EUA sobre qualquer questão dada é normalmente coincidente com a posição privada."
Neste ponto de vista, a WikiLeaks contradiz os "teóricos da conspiração" que questionam os motivos nobres habitualmente proclamados por Washington.
O telegrama de Godec sustenta estas opiniões – pelo menos, se não formos mais longe. Se o fizermos, como relata o analista Stephen Zunes no Foreign Policy in Focus, descobrimos que, com as informações de Godec na mão, Washington forneceu 12 milhões de dólares de ajuda militar para a Tunísia. Quando isso aconteceu, a Tunísia era um dos apenas cinco beneficiários estrangeiros: Israel (rotina); o Egipto e a Jordânia, duas ditaduras do Médio Oriente; e a Colômbia, que há muito tem o pior histórico de direitos humanos e recebe a maior parte da ajuda militar norte-americana no hemisfério.
O destaque de Heilbrunn vai para o apoio árabe às políticas dos EUA em relação ao Irão, revelada pelas fugas de informação. Rachman também aproveita este exemplo, como fizeram os média em geral, saudando essas revelações encorajadoras. As reacções mostram quão profundo é o desprezo pela democracia nas elites.
Ninguém diz o que pensa a população – o que se descobre facilmente. De acordo com sondagens divulgadas pelo Brookings Institution, em Agosto, alguns árabes concordam com Washington e com os comentadores ocidentais que o Irão é uma ameaça: 10 por cento. Em contraste, consideram os EUA e Israel como as principais ameaças (77 por cento, 88 por cento).
A opinião árabe é tão hostil às políticas de Washington que a maioria (57 por cento) acha que a segurança regional aumentaria se o Irão tivesse armas nucleares. Ainda assim, "não há nada de errado, tudo está sob controlo" (é como Marwan Muasher descreve a fantasia dominante). Os ditadores apoiam-nos [aos EUA]. Os seus súbditos podem ser ignorados, a menos que quebrem as suas cadeias, nesse caso a política precisa ser ajustada.
Outras fugas também parecem dar apoio às opiniões entusiasmadas com a nobreza de Washington. Em Julho de 2009, Hugo Llorens, embaixador dos EUA em Honduras, informou Washington de uma investigação da embaixada sobre "questões jurídicas e constitucionais em torno do afastamento forçado em 28 de Junho do presidente Manuel 'Mel' Zelaya.”
A embaixada concluiu que "não há dúvida de que os militares, o Supremo Tribunal e o Congresso Nacional conspiraram em 28 de Junho, no que constituiu um golpe ilegal e inconstitucional contra o Poder Executivo." Admirável, excepto pelo facto de o presidente Obama ter actuado em ruptura com quase toda a América Latina e a Europa, apoiando o regime golpista e desvalorizando as atrocidades subsequentes.
Talvez as revelações mais notáveis da WikiLeaks tenham a ver com o Paquistão, revistas pelo analista político Fred Branfman na Truthdig.
Os telegramas revelam que a embaixada dos EUA está bem ciente de que a guerra de Washington no Afeganistão e no Paquistão não só intensifica o desenfreado anti-americanismo, mas também “os riscos de desestabilização do estado paquistanês” e ainda levanta a ameaça do pesadelo supremo: que as armas nucleares possam cair nas mãos de terroristas islâmicos.
Mais uma vez, as revelações "deveriam criar uma reconfortante sensação – de que os funcionários não estão a dormir no ponto" (palavras de Heilbrunn) – enquanto Washington marcha vigorosamente para o desastre.
3/2/2011
Publicado originalmente in In These Times

03/02/11

Lá como cá




A força do desespero.

  • A família Mubarak possui uma fortuna no valor de 40 mil milhões de dólares !!!!!!!
  • Só a fortuna do filho Gamal é calculada em 17 mil milhões de dólares, toda escondida em bancos na Suíça, na Alemanha, nos Estados Unidos da América e na Grã-Bretanha
  • 75% da população no Egipto são jovens com menos de 30 anos. A esmagadora maioria destes jovens não têm qualquer perspectiva de futuro, se não pertencerem à família certa
A força do lucro


Em Portugal BCP, BES e BPI lucram perto de 1000 milhões em 2010, ou seja 2.7 milhões por dia e mais 75 milhões do que em 2009.
O melhor resultado líquido dos últimos 3 anos.
Graças ao aumento das comissões e à queda dos impostos !!!!


Vacinados contra a crise, por pertencerem à família certa. A família dos donos de Portugal !



Há imagens ridículas quando aparecem fora do contexto








01/02/11

A transparência do abuso

Cavaco Silva pagou sisa da negociata dos prédios no Algarve e conclui que, assim, fica provado que foi transparente.
Lá transparente foi... mas também foi um grande negócio, graças a certos e determinados amigos e vizinhos!

Mas passemos a falar de milhões, de hienas e abutres
Os contribuintes gregos e irlandeses caíram no abraço "amigo" do FMI.
Vão pagar mais de 1,56 mil milhões de euros em forma de lucro para o "amigo".
O repasto inclui os países do euro, incluindo Portugal, que também ganham com os resgates, graças à parceria do FMI com a União Europeia e Comissão.

Tudo transparente! 

Queria uma coligação com o caciquismo?

Paulo Portas preferia coligação pré-eleitoral com PSD - 26 JAN



Paulo Portas acusa o PSD de colonizar o Estado, de ser 


clientelar e de estar dependente de baronato e do caciquismo
- 31 JAN







As contas da imprensa verde e branca

Liedson foi "vendido" pelo Sporting rendendo ao clube 4.6 milhões de euros

Mas o Corinthians só paga 2.1 milhões...
Como é?
Afinal as contas foram feitas contando com aquilo que o Sporting vai poupar em salários e prémios que não serão pagos.

No mesmo dia, foi anunciada a aquisição de Cristiano, "a custo zero". Ou seja, parece que não irá receber salários e prémios...
Ainda há brasileiros que vêm para o Sporting jogar futebol a feijões!
Enternecedor!


Contador

A revolta da chibata (ver primeiro post sobre o tema)

Loading...

O poder da mente

O poder da mente
Nós os iluminados

Arquivo do blogue

A vitória do Ponto e Vírgula

Ressuscitemos a célebre exclamação - "Isso agora, ponto e vírgula".
Esta frase de cariz popular, representava uma forma simbólica de dizer que levantava muitas objecções e exigia explicações a algo que lhe merecia desconfiança.
Regresse o "ponto e vírgula" como forma de dizer BASTA!

Apareçam sempre por aqui!

Na dita Madeira profunda

Na dita Madeira profunda
Bela homenagem (Março 2004)