26/06/11

A coerência de um sobrinho



Cardoso Jardim explica porque não aceitou um convite do Grupo Blandy.
Está no seu direito.
O pior são os argumentos justificativos:
- Independente de qualquer tipo de lóbis
- Não abdica dos valores que moldaram a sua vida
- Realça a coerência

Basta dar uma vista de olhos pelo folhetim "O Sobrinho do Dr Cardoso" para apreciar o voo planado de coerência que o Sr Presidente fez deste os esperançosos tempos de amancebado com o fascismo até ao democrata de quatro costados dos nossos dias.
Tinha sido mais credível justificar o seu impedimento por ter uma unha encravada no seu pluralismo de informação regional (DN da Madeira) do que devido à tal coerência.

25/06/11

PERIGOSO



Ter um 1º Ministro mentiroso ou ignorante, onde nos levará?

Já conhecemos o caminho, é sempre a descer!

24/06/11

Quem tem medo de uma auditoria à dívida portuguesa?

A austeridade e as medidas de privatização pressionam em primeiro lugar os mais pobres, enquanto as ‘ajudas’ são para quem está na origem da crise.
A auditoria da dívida é um passo concreto em direcção à justiça em matéria de endividamento. As auditorias da dívida com participação da sociedade civil e do movimento dos trabalhadores permitem determinar que partes da dívida são ilegais, ilegítimas, odiosas ou simplesmente insustentáveis; oferecem aos trabalhadores o conhecimento e a autoridade necessários para a definição democrática de políticas nacionais perante a dívida; incentivam igualmente a responsabilidade, a prestação de contas e a transparência da administração do Estado.
A Petição é assinada por Carvalho da Silva e pelo economista José Castro Caldas, entre outras figuras da sociedade portuguesa.
Quem tem medo de uma clarificação?
Os assinantes do acordo com a troika
Os que vão engordar com os empréstimos que todos vão pagar
Os grupos económicos que têm terreno arável para exploração privilegiada do trabalho


Então, mais uma razão para exigirmos esta auditoria, feita por uma Comissão Popular! 
Clarificação e transparência!











22/06/11

Odeio ratos

Estou à vontade para abordar a delicada situação do BE.
Antes das eleições, não apoiei nenhuma Moção à Convenção porque me sentia muito crítico e expliquei-o.
Agora, depois de uma derrota numa batalha e não na guerra, apoio firmemente a actual direcção política que tem tido a preocupação de renovar-se e preparar o futuro. A mesma que conquistou 16 deputados.


Aceito e considero saudável, opiniões diferentes. Contudo, odeio ratos!
Ratos que fogem no meio da tempestade quando pensam que o navio se afunda.

17/06/11

Oficial às ordens

Dis a Monsieur Zapatero que Madame Angela est dejá à penser à lui ....

Onde é que já ouvimos isto?

Espanha não está em risco! - Zapatero                 

O exemplo espanhol

O Estado Espanhol começa a tomar as primeiras medidas face ao perigo de seguirem as nossas (???) pisadas.
Decretou que, a partir de hoje, é mais barato morrer.
Muy bien, coños, o pessoal respira de alívio!

16/06/11

Entre beijos e abraços da coligação ...

Os juros associados à dívida pública portuguesa continuam esta tarde a bater recordes em todos os prazos. A três anos estão já acima de 14%. A dez, estão a caminho dos 11%.


Professor de economia na Universidade de Harvard diz que Portugal, Grécia e Irlanda vão ter de reestruturar a sua dívida.
MAIS UM CALOTEIRO QUE NÃO QUER PAGAR!!!

O problema da COLIGAÇÃO



Qualquer relação com a orgia de privatizações que aí vem, não é mera coincidência.

14/06/11

Piada tipo Ana Gomes

Paulo Portas sempre vai para o Ministério dos Negócios Estrangeiros?
Mas ele não esteve já nos "negócios estrangeiros"?

13/06/11

O insignificante cidadão

As pequenas comunidades e os cidadãos enfrentam muros enormes e extensos desertos quando querem fazer prevalecer os seus direitos, muitas das vezes elementares.
A Associação de Moradores da Verdizela é um bom exemplo desta citação.
Durante 1 semana lutámos contra ventos e marés tentando impedir que uma empresa de madeireiros usasse e abusasse de uma licença de abate de uma enorme quantidade de pinheiros no pulmão verde deste aldeamento.
Foi preciso pedir a intervenção da PSP e só por persistência nossa conseguimos que à 2ª vez notificasse os autores impedindo-os de continuar uma descarada ilegalidade.
Também não foi fácil trazer o Eng camarário para tentar impedir a consumação da destruição ambiental evidente.
Nem todos têm tempo e paciência para estas lutas, tantas vezes inglórias.
O povo reina durante os períodos eleitorais. Depois ... é reduzido à sua insignificância!


video

09/06/11

Adoro-vos


Francisco Assis e José Seguro preparam-se para adorar os socialistas.

Francisco Assis conta com o apoio de António Costa e parece que este também fez um bom negócio: - Ser Presidente do partido.

Sócrates, além de adorar os socialistas, prepara-se também para adorar Dilma que o convidou para representar  um grupo de empresas brasileiras junto da UE. Sócrates, legitimamente, parece não adorar a austeridade, a qual nos deixa como recordação.

Paulo Portas parece não ser adorado por Ana Gomes. Por outro lado, embora seja possível que adore contas na Suíça parece ser demasiado esperto para lá pôr o seu distinto nome. Como Paulo Portas adora os pobrezinhos (e submarinos para pobrezinhos) teria sempre um bom argumento para as ditas contas.

Afinal todos adoram os acampados do Rossio. A traulitada que a Polícia Municipal deu nos jovens foi apenas obra de um desconhecido mas voluntarioso oficial de dia da Polícia. Malandro!

Quem nos adora (mas mesmo...) são as agências de notação financeira. Voltaram a colocar-nos no máximo ... histórico nas taxas de juro a 10 anos. Adoram-nos tanto que nos chamam um figo e por isso não há meio de apaziguar o seu nervosismo e a sua insaciedade.

A DIREITA ADORA MESMO A TROIKA. A TAL PONTO QUE CONSIDERAM QUE O ACORDO COM ELA IMPLICA MUDAR A CONSTITUIÇÃO.
PORTANTO A CONSTITUIÇÃO É PARA SER CUMPRIDA, DESDE QUE SE MUDE QUANDO A QUEREMOS ATROPELAR !!!

08/06/11

Eles andam com MEDO

Dizíamos nós em 17/02/2011:


(Sobre a revolta no Egipto)
 Jovens seguidores dos exemplos (bons) vindos da Europa, onde outros jovens se revoltam contra a precariedade da vida e por lhes subtraírem o acesso a uma Educação decente.
Graças, em grande parte ao Facebook! Que ninguém tenha dúvidas!
Não tardará muito a resposta, cerceando o acesso a este meio de comunicação e conhecimento.
Como?
Ainda é segredo, porque o caminho da censura está cada vez mais difícil, por causa ... do Facebook!

A França deu agora o 1º passo.
Proibiu simplesmente que houvesse menções ao Facebook e ao Twitter na televisão e na rádio.
Argumento? Publicidade gratuita àquelas empresas americanas.
Mas também podia ter sido para proteger a nidificação do Canário Arlequim...
Santa ingenuidade! Os jovens adoram proibições retrógradas!

07/06/11

06/06/11

Hoje é que é dia de reflexão

Sócrates foi esmagado e o Bloco teve uma enorme derrota.

Recuso felicitar os vencedores PSD e CDS. Adoptaram uma estratégia de secretismo relativamente às medidas da troika e no discurso de vitória de Passos Coelho a primeira coisa séria que disse, é que era preciso ir ainda mais além dessas medidas!!! Promete!

Remeti ao último Congresso do BE (7 e 8 de Maio) um contributo que designei por PLATAFORMA DE ARRITMIAS PARA UMA NOTA SÓ.(ver no final deste post)
Nesse documento estavam contidas as razões que, em certa medida, justificam uma parte do desastroso resultado do BE nas eleições, para além do reconhecido contexto internacional que tem levado os países para a direita política quando a insegurança física e económica condicionam as opções do eleitorado.
As razões de ordem interna e externa estão lá bem explícitas.

Por outro lado o BE cresceu desequilibradamente em 2009 quando passou de 8 para 16 deputados. As estruturas do partido não acompanharam o crescimento eleitoral e o fardo foi demasiado pesado para ser carregue apenas pela equipa parlamentar.

O FUTURO:
Creio francamente que agora podem estar reunidas as condições para o crescimento sustentado da esquerda em Portugal.
É impensável falar do futuro próximo dessa esquerda sem o PS, como era impossível que ela fosse construída no reinado de Sócrates. António Costa e José Seguro podem protagonizar essa viragem do PS se aguentarem as pressões dos grupos político-económicos que gravitam na sua área. Estas eleições podem-lhes servir de vacina.
O BE pode agora partir para uma paciente e laboriosa tarefa de consolidar estruturas. Simultaneamente, os "solistas" que gostam de olhar exclusivamente para o seu próprio umbigo, terão de perceber que a sua voz deixará de ter eco interno e pouca credibilidade externa.
Os coveiros do Bloco já rondam o pseudo-cadáver. Pedem a cabeça do F. Louçã. Dava-lhes jeito. Vingavam-se das derrotas nos debates e de um dedo sempre apontado a denunciar abusos.
Tenho indícios concretos que, após este recuo, os aderentes reforçarão a sua militância e saberão recolher sérias conclusões.
É preciso deixar de discutir como se pega numa bandeira quando a manifestação se afasta cada vez mais!

O Mundo e particularmente a Europa, estão em ebulição.
Acampados numa praça árabe, numa praça europeia ou apenas psicologicamente acampados na revolta pela falta de futuro, os jovens poderão constituir os aliados daqueles que caminham para a resignação e para o fatalismo da exclusão de direitos.
O amanhã pode ser inacreditável. O Mundo já não rola à mera velocidade da democracia pouco representativa. Os espectadores também querem entrar em cena.

A derrota do Bloco só terá graves consequências se não forem tiradas ilações.
Amanhã é o primeiro dia de campanha para os próximos desafios.
Podem ter a certeza!  




























03/06/11

O mundo estranho da campanha


Com eleitores destes, até Belzebu ganhava a freguesia de Fátima:
Ele pode ser um ladrão, mas eu voto nele - uma apoiante de Sócrates na arruada de ontem

Com jornalistas destes, ficamos sem saber quem anda atrás de Passos Coelho, Sócrates, Portas e Jerónimo:
Atrás de Louçã, na recta final, apenas militantes, apoiantes e jornalistas - jornalista do Público

Finalmente
Para encerramento da campanha
É tempo dos políticos se libertarem do COMPLEXO DO URINOL:
Os portugueses-homens quando vão a um urinol público, utilizam sistematicamente uma das extremas.
Se chega outro utente, é certo e sabido que vai utilizar o urinol da outra extrema
Se não tem alternativa e só pode utilizar o urinol vago entre dois colegas, lá vemos o bom do português a olhar fixamente para o tecto, não vá um dos parceiros pensar que é curioso ...

Nesta campanha e sem segundas intenções, parece que apenas Paulo Portas tem a desinibição de olhar para o lado. Tanto lhe serve o PS como o PSD. Mas tanta desinibição também cheira a promiscuidade política!

02/06/11

No dia 5 troquemos as voltas à troika


Passos Coelho carrega com o programa de governo elaborado pela troika.
J. Sócrates, não visível na foto, fica para trás uma vez que carrega secretamente também com as alterações.
E se as sombras fossem obrigadas a renegociar as condições impossíveis do acordo?


01/06/11

Contador

A revolta da chibata (ver primeiro post sobre o tema)

Loading...

O poder da mente

O poder da mente
Nós os iluminados

Arquivo do blogue

A vitória do Ponto e Vírgula

Ressuscitemos a célebre exclamação - "Isso agora, ponto e vírgula".
Esta frase de cariz popular, representava uma forma simbólica de dizer que levantava muitas objecções e exigia explicações a algo que lhe merecia desconfiança.
Regresse o "ponto e vírgula" como forma de dizer BASTA!

Apareçam sempre por aqui!

Na dita Madeira profunda

Na dita Madeira profunda
Bela homenagem (Março 2004)