31/08/12

Dicionário de "direitês"


Histeria - oposição à realização de negociatas sem controle


Prometer - acção de prolongar no tempo aquilo que não se tenciona fazer


Constituição na Feira da Ladra, já !!!


28/08/12

A Passos largos para onde?

A construção civil está a perder 90 postos de trabalho por hora!!!
Não é aceitável levar à justiça aqueles que tomam decisões políticas incoerentes ou mesmo erradas.
Contudo, o modelo de empobrecimento intencional é condenável e devia cair na alçada da justiça.

"Não vale a pena fazer demagogia sobre isto, nós sabemos que só vamos sair desta situação empobrecendo" afirmação de Passos Coelho na discussão do OE para 2012

Isto não é um erro político. É uma atitude desumana intencional apontada aos extratos menos favorecidos da população. Desumana, anticonstitucional e sancionável.
Por isso, seria de elementar civismo encaminharmos a análise para a barra dos tribunais. Tão só!


26/08/12

Melgas e centopeias

Eliseu com um pé na Luz
ESQUERDINO DO MÁLAGA DEVE ASSINAR EM BREVE

Está na hora do Benfica deixar de tentar contratar centopeias.
Dezenas de jogadores já tiveram "um pé na luz", mas faltam sempre os outros 999 pés!!!
Será porque qualquer contratação do Benfica tem sempre o pinto da costa às costas?


25/08/12

Marinaleda, a grande!

Marinaleda uma pequena localidade da Andaluzia diz-nos que o fatalismo não é a  única saída.
Alguns extractos da reportagem do I:
Recuperar o que é roubado ...
Há dias, os activistas do Sindicato Andaluz dos Trabalhadores (SAT), capitaneados pelo alcaide de Marinaleda, Juan Manuel Sánchez Gordillo, entraram em dois supermercados da região, carregaram uma dezena de carrinhos com bens de primeira necessidade e saíram sem pagar. Os produtos foram entregues a famílias que passam fome. A acção pretendia denunciar, segundo os seus autores, o facto de as grandes superfícies deitarem fora os produtos que não vendem numa altura que o desemprego na região é superior a um milhão e 200 mil pessoas e a fome atinge quase dois milhões e 200 mil espanhóis, segundo os sindicalistas.
Um exemplo para muitos dos nossos governantes...
Os activistas foram detidos pela polícia, posteriormente libertados e acusados judicialmente. O presidente da câmara de Marinaleda e deputado no parlamento regional da Andaluzia pela Esquerda Unida, Sánchez Gordillo, declarou aos media que desejava abdicar da sua imunidade parlamentar para receber o mesmo tratamento que os outros.
A contaminação virá, mais tarde ou mais cedo
Depois da prisão dos sindicalistas foi organizada uma “marcha de trabalhadores” que percorrerá várias regiões da Andaluzia para conseguir espalhar como um vírus as acções directas do sindicato.
Onde é que já lemos isto?
A terra concentrou-se nas mãos dos grandes proprietários, que têm como objectivo ganhar dinheiro, e não garantir emprego
Justiça ... pelo menos por umas horas
Como por magia, é dado um grito de ocupação. Cerca de metade dos marchantes corre para os portões e passa por uma zona ao lado cuja vedação tem um providencial buraco. Rapidamente, dezenas de pessoas entram. Atravessam um enorme jardim. E detêm-se em frente ao Palácio de Moratalla. Aí toma a palavra o porta-voz do SAT, Diego Cañamero (ver entrevista ao lado), que denuncia que a propriedade, de uma nobreza que viveu à sombra do franquismo, estava a ser transformada em hotel de luxo e que os seus proprietários deviam dinheiro aos trabalhadores e empresas que tinham feito as obras.
Só para matar saudades da República...
Os fotógrafos e as televisões registam este momento simbólico da ocupação em que os mais pobres se banham nas águas de um hotel de luxo.
A luta não é fácil
O meu patrão acha que toda a gente de Marinaleda é ladra. O problema é que, muitas vezes, o ponto de vista do patrão influencia os empregados


O MODELO DE MARINALEDA É EXPORTÁVEL PARA QUALQUER CIDADE

Veja aqui o artigo completo

Manuel Sanchez Gordillo, the mayor of the village of Marinaleda and a member of the regional parliament for the United Left party in the Andalucian regional parliament, and activists continue their protest march toward Cordoba after peacefully leaving on August 22, 2012 the property of the Duke of Moratalla, a member of Spain's royal family. Andalucia, which had a major construction industry before the bubble burst, now has an unemployment rate of nearly 34 percent, higher than Spain's overall rate of nearly 25 percent. Photo: Cristina Quicler, AFP/Getty Images / SF

21/08/12

ELE

O famoso Cardoso Jardim está incomodado por andar despercebido.
Então lembrou-se de dizer qualquer coisa parecida com uma ideia:
- Desafiar o Estado "português" a permitir um referendo sobre o sentimento dos madeirenses quanto ao futuro da autonomia política regional.
Pelo sim, pelo não, foi logo adiantando o resultado do referendo:
- Com excepção de 5 competências do Estado, tudo o resto deve pertencer aos poderes madeirenses (Ele...) e fiscalizados pelo povo madeirense (Ele...)
«Menos do que isto os autonomistas (Ele...) não aceitam»

Já agora faça também um referendo interno para saber de quem é a responsabilidade do estado de penúria e endividamento da Madeira.
Não tenha dúvidas, o povo madeirense responderá:

      

14/08/12

A rota do inferno

Ministro da Solidariedade e Segurança Social:
- ESTE GOVERNO VAI FICAR NA HISTÓRIA

Novo máximo histórico: 827 mil desempregados


13/08/12

Mau caminho

Será defeito ou feitio?
A população alemã terá muitas virtudes. Por alguma razão tantos jovens chineses e vizinhos enrubescem só de pensar no "german dream". Aquela organização e capacidade de produção dá-lhes aquela superioridade ariana transposta para os seus 1.90m.

O século XX foi pródigo nos resultados dessa superioridade alemã.
Foi do seio daquele povo que saíram numerosos criminosos de guerra e alguns monstros humanos.
Excrescências de uma sociedade, dirão alguns. Contudo, 99% dos eleitores alemães votaram em plebiscito em 1936 em ter um partido único no Parlamento - o partido nazi.

Nos primórdios do século XXI o que quer o povo alemão?
Os seus representantes políticos não querem ouvir falar em solidariedade europeia e continuam insaciáveis em querer constituir novos comboios que transportem para Berlim as poupanças saqueadas aos europeus do Sul.
Defendem um referendo interno que legitime a sua histórica selecção natural. Desta vez destinada a criar o clube dos países ricos, deixando para trás os países depenados pelas troikas.

Numa área de outro patamar substancialmente mais leve, assistimos a uma lamentável sucessão de declarações sobre um lamentável incidente num jogo de futebol em Düsseldorf com um clube significativamente chamado Fortuna.
Sobre isso vale a pena ler um artigo do DN de Ferreira Fernandes, na mesma onda da apreciação acima exposta. Ver um pequeno extracto ou clique para ler o artigo completo:
 O presidente do Fortuna de Dusseldorf disse: "Nunca vi nada assim." Estranho, tinha ele 27 anos, Mundial de 82, Alemanha-França, e o guardião Schumacher partiu três dentes e feriu duas vértebras ao francês Battiston. O encosto foi considerado - e bem - não intencional. Mas isso é futebol e um presidente pode não perceber de futebol. Ele também quer de volta os 200 mil euros que pagou ao Benfica pelo jogo. Isso é melhor pagar, ele é alemão e a extorquir eles são hábeis. Melhores, só a dar lições.




10/08/12

Ontem

Otários rendem-se à polícia após tentativa de fuga da prisão. 

Barras assimétricas sem direito a hino



09/08/12

Porque será?

Os serviços remunerados prestados pelos elementos da GNR/PSP fora do horário de trabalho vão ser aumentados 25%

O novo Código do Trabalho reduz o valor das horas extraordinárias dos trabalhadores entre
25% e 50%



A manda-chuva da agricultura acredita que a chuva vem do céu




A Ministra da Agricultura, Assunção Cristas, a nossa talibã em versão caseira, recria a imagem de uma Marine Le Pen como filha política de Paulo Portas




Digo aos meus filhos que a coisa mais importante para fazer ao domingo é ir à missa e que tudo o resto vem a seguir

Conheço de cor os horários das missas em Lisboa e há para todas as horas

Se o fundamentalismo vingou no desesperado Médio Oriente, porque não há-de vingar com portugueses desesperados?

08/08/12

Do céu ao inferno

O cubano Robles


... e o "cubano" Robles


05/08/12

Lobos, cordeiros e coelhos



... a sociedade apoiou a banca e a banca agora deve apoiar a sociedade ...
- diz o banqueiro Horta Osório


Osório, que em basco significa "caçador de lobos", adora passar por cordeiro nas entrevistas para a populaça.


A sociedade, que antigamente tinha o nome de povo, foi "voluntariamente" obrigada a ajudar a banca (antigamente banqueiros) através da magia e dos passos de Coelho.


Podemos ir a banhos, voltar e tornar a ir a banhos, durante anos e anos, que os banqueiros não irão mexer uma nota para ajudar o povo.
Tal tarefa de equilíbrio e justiça social cabe ao governo, devolvendo ao povo o que foi roubado ao povo.










A imagem dos atletas portugueses nestas Olimpíadas

Uma atleta que se prepara para as Olimpíadas "não pode" ter uma falha técnica deste calibre. Contudo, esta atleta trabalha e dedica o seu tempo disponível à sua preparação. Esse deveria continuar a ser o espírito olímpico.
Por outro lado, só uma atleta com grande coração consegue o apuramento depois de um percalço deste tipo.
Essa é a fibra de um Carlos Lopes e de uma Rosa Mota.
Parabéns Clarisse Cruz!

<p>Clarisse Cruz, no chão, após uma queda logo no início da prova</p>

04/08/12

Poesia tétrica num passeio na província

Convite para uma romagem de saudade na povoação de Santa Cita, concelho de Tomar:
- A Rua Dr. Oliveira de Salazar atravessa o coração da terra e ilumina-a para sempre. Percorra-a em passo de ganso e vire à esquerda (à esquerda, imagine-se) e chegará à escura Rua Legião Portuguesa, onde os habitantes estendem os braços à mocidade que passa!


Encha os pulmões, cara ao sol e grite em uníssono com os mal-enterrados:

Nós teremos que vencer
Nada temos a temer
Da invasão comunista.

Já existe a Legião,
Ao vento solta o pendão,
Dá combate ao anarquista.

Não voltamos ao passado,
Acabou o revoltado,
Disso temos a certeza;

E mais tranquilos andamos
Porque todos confiamos
Na Legião Portuguesa.

Reparai no seu marchar,
Os braços a oscilar,
Elevando a mão ao peito.

Garbosos e aprumados,
São verdadeiros soldados
da ordem e do respeito.

Ele é um soldado unido,
Quer na paz ou quer no perigo,
O seu lema é avançar.

Respeita o seu comandante,
Gritando sempre: Avante!***
Por Salazar! Salazar!



*** Este "Avante" cheira a infiltração ...

Contador

A revolta da chibata (ver primeiro post sobre o tema)

Loading...

O poder da mente

O poder da mente
Nós os iluminados

Arquivo do blogue

A vitória do Ponto e Vírgula

Ressuscitemos a célebre exclamação - "Isso agora, ponto e vírgula".
Esta frase de cariz popular, representava uma forma simbólica de dizer que levantava muitas objecções e exigia explicações a algo que lhe merecia desconfiança.
Regresse o "ponto e vírgula" como forma de dizer BASTA!

Apareçam sempre por aqui!

Na dita Madeira profunda

Na dita Madeira profunda
Bela homenagem (Março 2004)