31/05/12

O grande abutre volta a levantar voo

A Alemanha evoluiu.
Nos tempos em que era governada por Hitler, eleito democraticamente, foi feito o saque da Europa pelas tropas nazis. Obras de arte e ouro, enchiam vagões a caminho de Berlim.
Agora, Merkel, eleita democraticamente, quer novamente encher mais vagões com o ouro saqueado à Europa do Sul.
A riqueza da Alemanha à custa dos juros e negócios especulativos já não lhe chega.
É preciso retirar as reservas de ouro aos países que andam de mão estendida.
Passos Coelho carregará as primeiras barras de ouro para a sua amiga Merkel? Faça obséquio, madame!

A Alemanha sonha em tornar-se o grande abutre, em comparação com os pequenos abutres plantados em cada esquina deste país.

29/05/12

Saiam do sofá - Cavaco Silva em Singapura

Afinal o conselho do PR para saírem do sofá era dirigido a Cardoso Jardim.
O corajoso tiranete da Madeira, despreza a Assembleia Legislativa em Moção de Censura ao GR e esconde-se na trincheira do seu sofá.
O modelo, testado nos palácios de Tripoli, do Cairo e em Damasco, só não resiste a ataques de bom senso.
Longa vida, no sofá, ao Grande Timoneiro da barca que se afunda!

28/05/12

77% dos gregos acreditam que ...

77% der Griechen glauben: Deutschland will das Vierte Reich




ANOS PERDIDOS

Em 20/08/2008 podia ler-se no Fúria do Cajado:
E aqui, penso eu cá de longe, está o ponto fulcral. No actual contexto político, só o entendimento das força da oposição num "movimento de salvação regional", poderá trazer para as próximas batalhas eleitorais e para o combate político diário, o equilíbrio nas armas de confronto da Democracia. Isto, se os interesses da população forem postos acima de outros interesses, legítimos, mas derradeiramente secundários ...


Em 02/09/2010 podia ler-se no Fúria do Cajado:

(...)Fúria do Cajado, referia na mesma data:
No actual contexto político, só o entendimento das força da oposição num "movimento de salvação regional", poderá trazer para as próximas batalhas eleitorais e para o combate político diário, o equilíbrio nas armas de confronto da Democracia. Isto, se os interesses da população forem postos acima de outros interesses, legítimos, mas derradeiramente secundários ...
FORAM 2 ANOS PERDIDOS ...

Em 27/05/2012 o líder do CDS/PP-M propõe Governo de Salvação Regional

Em xx/yy/2014 alguém virá propor ...........

Em xx/yy/2016 alguém insistirá em propor ..........


Está na hora de pensarem na Madeira e deixarem as bandeiras em casa.
O tigre de papel já não tem lugar no circo!


26/05/12

Recebido, assinado e divulgado

Caras e caros amigos

A grave situação económica e social que se vive actualmente na Grécia levou um grupo de cidadãos a promoverem uma tomada de posição pública de apoio ao povo grego. Dirigida aos presidentes do Parlamento Europeu, da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional, deseja-se que esta iniciativa obtenha uma expressão significativa, de maneira a ficar bem demonstrado o apoio dos portugueses ao povo grego.

É nesse sentido que os proponentes desta iniciativa o/a convidam a subscrever e a divulgar a carta aberta "Na Grécia, o povo é quem mais ordena", que se encontra em http://nagreciaopovoequemaisordena.com

Os proponentes




25/05/12

Assim nos entendemos

A Federação de Basquetebol do Porto disse que o público teve um comportamento exemplar no jogo final que deu o campeonato ao Benfica


A equipa do Benfica, por razões de mera modéstia, recebeu a taça e as medalhas no balneário.

A troika diz que Portugal tem salários rígidos e altos.


Eis o modelo de português médio que a troika espera ver em Portugal. Salários baixos e pousados numa cama de papelão.



24/05/12

Lavandaria Portugal - lava-se de tudo

 A maior rede de fraude fiscal e branqueamento de capitais desmontada em Portugal envolve a fina flor do capitalismo nacional.
Esperemos que passe de desmontada a sentenciada ... Não será nada fácil!
Para já as virgens ofendidas desdobram-se em veementes desmentidos.
Bastou que um deles estivesse atolado de crimes e negociasse com a justiça!


Veja aqui a cansativa lista de empresas que constituem esta enorme teia de tarântula, parceiras do maior implicado - Michel Canals
Francisco Canas, o Zé das Medalhas, era o testa de ferro desta enorme lavandaria.


APROVADO

23/05/12

E o Peuro, pá?

A máquina trituradora alemã (leia-se Merkel e séquito) não pára.
Já criaram uma nuvem negra sobre os céus de Atenas, ameaçando que cairão raios e coriscos sobre os gregos caso votem no Belzebu (leia-se Syrisa).
O Geuro, seria a solução engenhosa, uma espécie de moeda paralela mas sem a "ajuda" da troika.
A Grécia não sairia formalmente do Euro, mas o povo sofreria os efeitos da respectiva desvalorização e da austeridade consequente.
A soberania da Grécia ficaria nas mãos da Alemanha.
O Mecanismo de Estabilidade Financeira garantia os "direitos" dos credores, restaurando a confiança dos mercados, que assim deixavam de retirar o dinheiro dos bancos.


CONCLUSÃO:
O Syrisa é mesmo "preocupante"
Venha a ameaça do Peuro, do Espeuro, do Iteuro e do Freuro. São sinais de novos tempos!













21/05/12

A espiral do vale tudo

Os 33 técnicos afectos ao Plano de Prevenção e Combate ao Trabalho Infantil deixam de exercer funções a partir de 31 Julho.
Parece que para este governo o trabalho infantil é para deixar correr.
Então se for possível aplicar-lhe o IRS ... seria a cereja em cima da criança.

20/05/12

O jogo dos coisos

Sporting 0 Académica 1

Dum lado, Passos Coelho entrou no rectângulo convencido da sua superioridade, mas nunca soube o que fazer à bola e acaba derrotado atirando a culpa para terceiros.
Do outro, o povo esfarrapado, treinado no corpo a corpo do Pingo Doce e no salve-se quem puder, acreditou no pontapé para a frente porque "pra trás mija a burra" e assinou mais uma página da utopia desportiva.
Amanhã, os jornais explicarão o que toda a gente viu e partilharão histórias secretas dos bastidores ... se o Relvas deixar!

16/05/12

A fórmula secreta

Já ouvimos o rufar dos tambores nos gabinetes da Europa capitalista, que quer continuar a ser gulosamente capitalista.
É preciso criar rapidamente uma vacina para estrangular qualquer epidemia de revolta. A infecção grega tem de ser estrangulada.
O FMI quer cortar as amarras gregas, de forma a irem à deriva.
Merkel quer os gregos na Europa, na sua Europa. Certinhos, pobrezinhos e agradecidos.

Terá de ser assim? Não há alternativa?

A Argentina também teve de suspender o pagamento da dívida em 2001.
O FMI desviou-lhe capitais e pressionou-a durante 4 anos para pagar aos credores.
A Argentina recusou.
Só pagou o que tinha condições para pagar.
E cresceu.
63% nos seis anos seguintes!

Aí está a fórmula secreta:
- Só pagar ao ritmo que se pode pagar, para não entrarem numa espiral tragicamente irreversível!

10/05/12

Tomem nota

O futebol está a dominar a nossa realidade. Cada vez é mais obsessivo para milhões de pessoas, constituindo o fulcro das suas vidas.
Não é por acaso que em Portugal os governos são tão flexíveis na sua política fiscal com os principais clubes de futebol.
Não é por acaso que em África (para já) começam a aparecer governantes eleitos, graças aos seus méritos futebolísticos.
Não é por acaso que assistimos a cada vez maior promiscuidade entre políticos e dirigentes desportivos
Não é por acaso que hordas de jovens arriscam a vida em confrontos policiais por razões clubísticas.
Não foi por acaso que Bucarest foi ontem capital de Espanha, com dezenas de milhares de espanhóis em crise a apoiarem os respectivos clubes.

Quem duvida, recorde os efeitos do jogo de ontem, onde até nem houve as habituais polémicas no rectângulo de jogo.

Festejos de vitória (!!!) em Madrid, do clube secundário da cidade.
Montras partidas, carros incendiados, 52 detidos e 20 feridos.



Defendendo o Prado



Para já são só garrafas ...



E até já se pode gozar a paz eterna ao som do hino do Benfica.
Hino do Benfica já pode ser tocado em funerais

Hino do Benfica já pode ser tocado em funerais

09/05/12

Diálogo e abertura, sem a devida resposta. O eleitorado que se pronuncie

O SYRIZA falhou a formação de governo, mas não perdeu a guerra. Para que conste, transcrevem-se as declarações do presidente do respectivo grupo parlamentar:
As nossas posições e propostas estão na mesa do diálogo, como base para a discussão que queremos abrir com toda a esquerda, as forças ecológicas e progressistas do país, mas também com o povo.
Mais ainda, consideramos contar com mais propostas na mesa para o diálogo, vindas de outros partidos de esquerda, como as propostas do KKE (Partido Comunista) para a proteção dos desempregados, para a regulação das dívidas dos lares sobre-endividados, bem como propostas de outras forças que vão na direção de convergência com as nossas posições.
Para as necessidades deste processo de diálogo, que iniciamos hoje, queria destacar e insistir nos seguintes eixos mínimos para a discussão:

1) A necessidade de cancelar imediatamente a elaboração das medidas do memorando e especialmente das leis vergonhosas que cortam os salários e pensões ainda mais.
2) O cancelamento das leis que acabam com direitos laborais fundamentais e especialmente da lei que define que, imediatamente, em 15 de maio, acabam as disposições dos contratos coletivos e os próprios contratos coletivos.
3) A promoção de mudanças imediatas no sistema político para o aprofundamento da democracia e da justiça social, começando pela alteração da lei eleitoral, o estabelecimento da proporcionalidade plena e o cancelamento da lei da responsabilidade dos ministros.
4) O controlo público sobre o sistema financeiro, que hoje, apesar do facto de ter recebido aproximadamente 200 mil milhões de euros em dinheiro e garantias, está ainda nas mãos dos gestores que o levaram à falência. Pedimos a publicação do Relatório Black Rock. Queremos transformar os bancos numa ferramenta para o desenvolvimento da economia e o reforço das pequenas e médias empresas.
5) Por último, mas não menos importante, um quinto ponto de diálogo: a criação de um Comité de Auditoria Pública, que irá investigar a dívida opressora; uma moratória do pagamento da dívida e a defesa de uma solução europeia justa e sustentável.




07/05/12

Ventos ou aragens

Algo mudou politicamente na Europa neste fim de semana.
Se foram ventos de mudança ou simples aragens, o tempo o dirá. Está nas nossas mãos, não sabemos é se lhe queremos pegar, preferindo ir para casa para nos protegermos dos ventos.
Os comentadores políticos nacionais, bem escolhidos e mais ou menos encostados ao poder vigente, são unânimes:
- Podem fazer as viragens à esquerda que quiserem, tudo ficará na mesma porque A. Merkel continua com o porta-moedas.
Para estes analistas caseiros, o povo é um verbo encher, incluindo o eleitorado alemão.
No sec XVIII em pleno coração da Europa, a burguesia também reinava em todo o seu esplendor. Até que, certo dia, o povo de más maneiras cortou-lhe o pescoço.

Nos nossos dias, se o povo tem imaginação para fazer surf na ondulação dos cacilheiros, é altura de cavalgar este pequeno tsunami político europeu e pôr algumas questões:
- Estaremos condenados a que a avaliação da dívida soberana de países independentes continue a ser feita por agências de rating privadas, que, por sua vez beneficiam com a especulação?
Ou temos de partir rapidamente para a criação de uma agência de rating europeia, essa sim comprometida com os interesses da Europa?
- Ficaremos "orgulhosamente sós" nesta masoquista política de empobrecimento, contrariando esta onda de crescimento económico como forma de sair da crise?

Na Grécia, o líder do Syriza quer um governo de esquerda para romper com a troika. O partido mais votado Nova Democracia não quer formar governo. Abre-se a porta para uma inversão histórica na Grécia com repercussões na Europa.
O PC grego já manifestou a sua indisponibilidade para integrar um governo de esquerda. Terá ou não razões legítimas, mas são certamente incompreensíveis para o povo de esquerda. Assim, é difícil!

Por cá, um sinal muito curioso. O hipotético candidato socialista à C.M. do Porto, prometeu propor uma coligação das forças de esquerda. Terá futuro? Será um bom prenúncio? Tudo dependerá da existência de um programa de esquerda. Aqui, como na Grécia!

04/05/12

Solidariedade com Soares dos Santos, vulgo Jerónimo Martins, vulgo "O Pingo Doce"



A campanha de descontos da Jerónimo Martins no 1º de Maio simboliza toda uma cultura da nossa elite empresarial.
Sim, a crise é uma oportunidade. A crise aliás não é outra coisa senão isso: a oportunidade aproveitada para desfazer o contrato social e transferir para os donos de Portugal um valor crescente de quem trabalha. - José Manuel Pureza

02/05/12

Naifadas históricas

Ontem 1º de Maio festejámos vários dias:
Dia do Trabalhador - dizem que foi a maior manif dos últimos anos. Acredito!
Dia do tipo Burkina Faso - o país com a pior taxa de alfabetização, foi celebrado nas lojas Pingo Doce, com o rigor histórico dado pelos feridos e assaltos, com o patrocínio de Alexandre Soares dos Santos. O "patrocínio" foi generosamente passado aos fornecedores
Dia da cretinice - o sociólogo Villaverde Cabral, o tal que quer acabar com o feriado do 1º de Maio por já haver o 25 de Abril, achou genial a campanha do Pingo Doce. Mais um apaixonado pelo Burkina faso!
Dia da impunidade - se, por absurdo, o Pingo Doce for condenado por violar a lei da concorrência, pagará um máximo de 15 mil euros. É só fazer a conversão para Francos CFA do Burkina Faso.

01/05/12

Povo esfomeado vende a alma ao diabo


FELIZMENTE QUE NA RUA ERAM MUITOS MAIS A FESTEJAR O 1º DE MAIO



Contador

A revolta da chibata (ver primeiro post sobre o tema)

Loading...

O poder da mente

O poder da mente
Nós os iluminados

Arquivo do blogue

A vitória do Ponto e Vírgula

Ressuscitemos a célebre exclamação - "Isso agora, ponto e vírgula".
Esta frase de cariz popular, representava uma forma simbólica de dizer que levantava muitas objecções e exigia explicações a algo que lhe merecia desconfiança.
Regresse o "ponto e vírgula" como forma de dizer BASTA!

Apareçam sempre por aqui!

Na dita Madeira profunda

Na dita Madeira profunda
Bela homenagem (Março 2004)